quarta-feira, 7 de setembro de 2016

ENSAIOS...Sobre A Preguiça (1)

E As 10 Maneiras De Ser Preguiçoso!

Resultado de imagem para laziness
Imagem Internet


Até dizem(...) que a PREGUIÇA é um pecado capital...
Até dizem(...) que a PREGUIÇA tem de ser combatida,travada, contrariada...

Dizem tanta coisa da PREGUIÇA...mas, e se a preguiça fosse mais uma das formas que o corpo e a mente têm para "comunicarem" com a nossa CONSCIÊNCIA vigil?

E se a preguiça fosse um sinal de alerta forte o suficiente para nos fazer parar de andarmos a 1000 à hora, a querer fazer "downloads" de "megabites" de informação que acumulamos ao longo do dia,semana,mês, anos,anos?...

E se a preguiça estivesse no oposto do "hiper tudo"?

E se a preguiça nos parasse,nos colocasse naquele estado de "limbo" de que (parece) não conseguimos sair?

• Por tràs de um "...já vou" está um "...eu vou a tanto lado, que já não sei aonde vou..."
• Por tràs de um "...já faço..." está um "...eu faço tanta coisa,que já nem sei o que faço..."
• Por tràs de um "...não me apetece..." está um "...estou farta de fazer todos os apetites dos outros que me exigem..."

A PREGUIÇA é gémea da desmotivação, da exaustão,do esgotamento de recursos vitais que continuamente "desbaratinamos" e abusamos durante anos a fio.

ATÉ A TERRA PRECISA DE UM PERÍODO DE POUSIO...

Passa-lhe pela cabeça chamar de preguiçoso a um pedaço de terra (que esgotada e exaurida de tanto ser remexida e plantada) já não "dá nada"? Ou sabe que esse fenómeno só pede a solução de ficar em pousio?

E porque raio achamos nós que não precisamos também de pousio?... Nas férias?...ora, não se iluda, nem seja infantil...aquilo a que se chama de férias, é apenas uma outra actividade,para se distrair da principal que o consome...

E ENTÃO FAÇO O QUÊ QUANDO ME SENTIR COM PREGUIÇA?

1 - Reveja-se! Reveja a sua vida nos últimos anos

2 - Olhe para todas as tarefas,actividades e compromissos que acumulou: trabalho, tarefas domésticas, ginásio, tarefas com família que já não fazem sentido nenhum, actividades sociais só porque sim...e MUDE O RITMO
.
3 - Desacelere: Fale mias devagar, coma mais devagar, ande mais devagar, fique "lerdo", entre em "slow motion" -em câmara lenta- e poupe a sua energia.

4 - NÃO queira fazer tudo de "uma assentada"; guarde para amanhã o que não é de hoje, porque a cada dia o seu dia, reveja prioridades, emergências e urgências.

5 -  Faça as tarefas por "blocos", descanse e volte de novo...

6 - Ouça e sinta o corpo, escute-o, observe-o e siga-o!

7 - NÃO LUTE NEM COMBATA A PREGUIÇA...Escute-a e peça-lhe orientação - é apenas um estado e não uma totalidade do SER.

8 -  Mude a sua vida, MUDE DE VIDA se for preciso, mas se quiser escolher reprimir a preguiça, ela vai voltar, mais forte ainda, tal e qual a água presa numa válvula.

9 -  Por favor entenda que a preguiça é a polaridade oposta da hiperacção; tantas coisas faz e executa, que nalgum ponto você vai ter que parar.

10 -  De 15 em 15 dias, tenha um dia sabático: NÃO FAÇA NADA QUE NÃO LHE APETEÇA FAZER!

Sinta a preguiça como um alerta amistoso que lhe diz claramente que tem que abrandar, e ao ouvi-la, pode crer que a preguiça abrandará.

Resultado de imagem para laziness
Imagem Internet

sexta-feira, 8 de julho de 2016

O Filho Desnaturado À Casa Torna...

Ora viva,
para já quero pedir-lhe as maiores desculpas por ter estado tanto tempo arredada deste meu blogue;ele foi o meu primeiro"canto pessoal" e tenho-o deixado, assim como  tantas vezes me tenho deixado a mim mesma, para cuidar de outras coisas, pessoas ou situações...

Quando iniciei este blogue em 2009 eu tinha uma intenção muito clara, de que ele fosse um eco do meu inconformismo, da minha rebeldia e até de alguma excentricidade de pensamento e atitude, e essa intenção continua a mesma, garanto-lhe!

Só que a vida, de facto, me vai chamando, e eu, que de há uns anos para cá, escrevo para outros blogues, e tenho outras actividades paralelas,o que faz com que nunca me sobre tempo,voltei a ter saudades deste meu "armário", de onde saem esqueletos, mas onde me sinto "em casa".

Já agora,faz-me companhia num chá?...estou a beber um delicioso chá de frutos do bosque, bem fresco e com uma rodela de limão...

...mas continuando, quero pedir-lhe que volte a fazer-me companhia neste meu mundo, não tão virtual assim.

O que aconteceu neste tempo todo?(pergunta você e muito bem...)
...ora, mudei de casa e de consultório, assumi a tempo integral a educação da minha neta mais velha, com quem tenho tido a oportunidade de colocar em prática tudo o que tenho aprendido académicamente até hoje sobre adolescência, porque viver com adolescentes é como viver numa montanha russa emocional, ou entre o Ártico e o deserto do Sahara, porque quando acordam estão com humor de cão esganado, batem com as portas e deixam a loiça do pequeno almoço num desvario, e à noite querem mimos, "oh avó dá-me aqui uma massagem..." ou"...faz-me aí um cházinho", e só a minha resiliência e capacidade de adaptação é que são os meus baluartes, para não desatar aos gritos e fugir de casa... até imagino a rapariga (minha neta) a contar às amigas: "Olha, a minha avó fugiu de casa..."

E consigo, que voltas é que a sua vida já deu nestes últimos tempos?...

Vá lá, não me deixe aqui a falar sózinha, que o mesmo é dizer "a teclar sózinha", porque a sua companhia aqui é-me muito prazeirosa e inspiradora, e como há um tempo para tudo, um tempo para estar com os amigos "de olhos nos olhos"e um tempo para estar com os amigos a "teclar" (e tornam-se amigos aqueles que nos escutam, lêem, respeitam e reagem construtivamente), então tire lá os seus esqueletos do armário e escreva o que lhe vai na alma...




domingo, 6 de março de 2016

Mais Um Dia De Vãs Celebrações...

O Que Eu Quero Mais É Que Se Lembrem De Não Maltratarem Ninguém...

Imagem Internet


 
Se há coisa que me põe mesmo sem pachorra nenhuma, é esta mania de celebrar o dia disto e naquilo.
Parece que as pessoas precisam de serem lembradas constantemente de que não estão sozinhas no mundo, e que há vida para além do seu próprio umbigo.
A próxima data vai ser o 8 de Março em que se instituiu a celebração do Dia Internacional da Mulher.

Imagem Internet



Mas agora eu preciso que se lembrem das  Mulheres uma vez por ano? E porque razão não existe o Dia Internacional do Homem? Será porque têm os outros 364 dias do ano só para eles?

Não tenho absolutamente nada contra os homens ,até porque hoje em dia, e após tantas experiências de vida, nutro especial compreensão e empatia pelos homens em geral; a minha zanga é face à hipocrisia instalada como se fosse norma, sim porque a hipocrisia é um recurso precioso que deverá ser usado com sabedoria e parcimónia, tal como um vinho velho.
Assim sendo, não preciso que me lembrem que sou Mulher no dia 8 de Março, obrigada, nem que me lembrem que existem a Mãe, as Crianças, os Avós, o Pai, e mais os outros 360 dias que quase por OBRIGAÇÃO se querem lembrar que existem motivos de celebrar a VIDA.
Portanto, não contem comigo para celebrações obrigatórias, mesmo que me levem pelos cabelos, porque quando quero e me apetece, eu celebro todas as Criaturas, sem que para tal, me seja lembrada a minha condição de Criatura Humana.


Mami Moon































domingo, 3 de janeiro de 2016

Quando Os Fantasmas Vêm Passar o Natal A Casa...



Há datas que são incontornáveis para os FANTASMAS da EXISTÊNCIA HUMANA:

Nascimentos - Mortes - Casamentos - Funerais e...Natais...

Mal começa Dezembro, começam a chegar-me (a mim e a montanhas de colegas meus) os "...ais..." e os "...uis..." dos almoços, jantares e festejos de Natal onde vêm os colegas que mal se falam durante o ano, porque há ressentimentos profissionais, mal ou não resolvidos e que passam de mês para mês, os tios dos primos, que desde a infância se julgam superiores só porque tinham uns trapitos a mais, ou porque se dizia que eram mais espertos do que os outros, os enteados e as madrastas de casamentos mal acabados, as segundas sogras, que nunca aceitaram as segundas noras, e o comboio de fantasmas nem sequer para por aqui:

- É que todos os fantasmas (vivos e mortos), parecem ter que conviver, a "bem da nação", porque "noblesse oblige" e porque no Natal não se recusa um sorriso benevolente a ninguém...mesmo que esse sorriso venha embrulhado em palavras azedas e acutilantes.


Imagem da Internet


Valham-nos os docinhos que desfilam na passarela da mesa...

E como tudo na vida, nada disto é bom nem mau, fantasmas são fantasmas, e até eles têm uma função, mesmo aquela que não queremos ver:

- A de termos que os CONFRONTAR  sem medos, para que nos mostrem a solução, até que sigam os seus caminhos, e a função de nos vermos ao espelho naqueles que mais nos irritam, perturbam ou nos parecem ameaçar...

E logo no dia 26 de cada Dezembro, lá seguimos eufóricos para a viragem do ano, onde mais uma vez os FANTASMAS vão ser encafifados no armário... até à próxima data...

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Tanto Que Quiz Uma Causa Para Me Dedicar...

Que Apareceu...

                                  RAISING UP FAMILIES PORTUGAL



Aqui há umas semanas atrás, apareceu-me a Ana Benvinda com uma consulta marcada.
O nome não me era estranho, e quando a vi, a minha memória fotográfica atirou-me para 40 anos para trás - para os tempos de liceu.

A Ana era daquelas miúdas tímidas com menos uns anitos do que eu, mas que se interessava sempre pelas conversas das "mais crescidas" - era a "pita" que não queríamos ao pé de nós.

A vida e o 25 de Abril de '74 separaram-nos, e reencontrámos-nos agora;
ela com uma vida entre Portugal, a Suiça e o EUA, e eu por aqui e por além...
Ela com muita formação em Recursos Humanos e Serviços sociais, eu às voltas com a Psicologia e as Psicoterapias.

Ambas, mulheres determinadas e sempre à procura de uma boa CAUSA para nos dedicarmos...

No fim da consulta fomos tomar um café onde ela me falou de toda a experiência adquirida (principalmente nos EUA) com FAMÍLIAS desintegradas e em dificuldades, onde GRUPOS DA SOCIEDADE CIVIL têm uma acção eficaz, porque se reúnem para fazerem CROWDFUNDING [sem estarem sempre à espera do Estado...],com CAMPANHAS DE RUA para sensibilizar os seus concidadãos, e com ACÇÃO DIRECTA NAS FAMÍLIAS, e não apenas com equipas de rua na doação de alimentos aos HOMELESS [sem abrigo], que aliás, tanto lá como cá, são um a questão muito complexa, como sabemos.

A IDEIA NASCEU nesta conversa...
Ali mesmo criámos o RAISING UP FAMILIES PORTUGAL, e como ela se vai embora outra vez,deixou-me a tarefa de fazer prosseguir a CAMPANHA, com todos os Amigos que eu possa trazer.

OFERECI-ME para que este blog seja um dos veículos para que todos possam saber mais e se 
actualizarem sobre os nossos progressos.

SIGA-NOS AQUI ou também:

Ou CONTACTE-NOS PELOS EMAILS:



That appeared ...

Here a few weeks ago, appeared to me to Ana Benvinda with an appointment.The name was not strange to me, and when I saw her, my photographic memory threw me for 40 years back - for high school times.

Ana was one of those shy girls under a few years than me, but that is always interested in the conversations of "more grown" - was the "kid" we did not want to walk from us.
Life and the 25 April '74 separated us, and we find ourselves now;
her with a life between Portugal, Switzerland and the USA, and I here and beyond ...
She very training in Human Resources and Social Services, I dealing with Psychology and Psychotherapy.

Both certaisn women and always looking for a good Cause to devote ourselves ...


At the end of the consultation we went to a cafe where she told me about all the experience (especially in the US) with blown FAMILIES and difficulties, where civil society groups have effective action, because come together to make crowdfunding [without always being  waiting for the State ...] with STREET CAMPAIGNS to raise awareness among their fellow citizens, and DIRECT ACTION IN FAMILIES, not just with street teams in donating food to HOMELESS , which incidentally, both there and here , is a very complex issue, as we know.

THE IDEA WAS BORN in this conversation ...
Right there we created RAISING UP FAMILIES PORTUGAL, and how she moves on again, left me the task of making further this CAMPAIGN, with all the friends I can bring.

I offered to this blog to be a vehicle for everyone to learn more and to
update on our progress.

FOLLOW US HERE or also:
FACEBOOK: https://www.facebook.com/pages/Raising-Up-Families-Portugal/1421035141528590?ref=hl

Or CONTACT US FOR EMAILS:





segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Esqueletos Nos Armários Do SNS...

Esqueletos Nos Armários Do Serviço Nacional de Saúde...


Mais uns esqueletos que se tiram do armário...

Uma história de terror,mas com

monstros e zombies á séria...





quarta-feira, 16 de julho de 2014

As Pessoas São Pessoas Ou São Coisas?...





Vamos lá a ver se nos entendemos:
Quando as pessoas se referem a outras que amam tanto,que se tornam as mais importantes das suas vidas, PORQUE É QUE AS TRATAM COMO COISAS?

Hããã?
Sim senhores! Ora então reparem:
Mãe para filho(a):"...tu és a COISA mais importante da minha vida..."
Mulher para marido:"...tu é a COISA mais importante da minha vida..."
Filho(a) para a mãe:"...tu és a COISA melhor da minha vida..."

Então em que ficamos?

Os outros são COISAS ou PESSOAS importantes nas nossas vidas?

E depois, toda a gente se espanta de, na hora das zangas, ser-se tratado como COISA!...